terça-feira, 2 de junho de 2009

Podcast

No blog do Aprendaki, foram postados os podcasts das entrevistas realizadas pelos alunos do Mélega do Simpósio de Educomunicação.

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Fotos mostrando as atividades realizadas no Simpósio.

video

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Mídia e Juventude - Quem transforma quem?

Este vídeo foi produzido pelo grupo de jovens da REJUMA (Rede Juventude pelo Meio Ambiente e Sustentabilidade) CJ´s Coletivos Jovens de Meio Ambiente, Rede Interferência e Canal Futura.
Vale a pena assistir o trabalho dessa turma publicado no Youtube.

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Entrevista com Professor Ismar de Oliveira Soares - Coordenador Núcleo de Comunicação e Educação-NCE/USP

O Professor Ismar fala que o Simpósio ocorre entre o dia 28 ao dia 30 de outubro e reuniu mais ou menos 500 pessoas. Durante o período vemos que mais ou menos 50 pessoas do meio de comunicação, governo, do ministério do meio ambiente do ministério da educação, organização governamentais televisões rádios jornais estão todos discutindo sobre o meio ambiente e discutindo como usar a comunicação para trabalhar no meio ambiente. Ele diz que o primeiro simpósio aconteceu em 2002 e ele aconteceu aqui em São Paulo e reuniu especialmente Escolas e Estudante das Escolas do município e a partir de 2002 eles foram ampliando mais esse projeto e em cada ano é realizado um e estamos já no 6º. Nós perguntamos qual era seu maior dificuldade e ele respondeu que não tinha nenhuma dificuldade e que a única questão é que o simpósio demora um ano para a preparação e durante esse tempo eles vão vendo alguns temas, escolhendo pessoas e pescando informação. Ele disse que a palavra educomunicação é usada desde 1989 quando fizeram uma pesquisa e viram que já haviam na sociedade práticas de comunicação dialógica participativas e eles começaram a difundir isso. Hoje o Brasil inteiro já conhece o conceito e já aceita trabalhar com educomunicação. Quando perguntamos como trabalhar educomunicação na escola, disse que os alunos podem a partir de conversa com seus diretores e professores, pedirem pra eles para que as escolas tenham recursos (equipamentos de radio) e possam permitir nossa produção. Entrevista por:Lucio Risso Filho E Denner Dantas Sinhorini Texto escrito por:Lucio Risso Filho

Entrevista com Márcia Rolenberg Coordenadora de Educomunicação da Secretaria do Meio Ambiente, Projeto Nas Ondas do Meio Ambiente, Rio de Janeiro

Márcia Rolenberg organiza o programa de radio no Rio de Janeiro. O projeto chama-se nas Ondas do Ambiente. São quatro encontros por semana com professores alunos e radio comunitárias. Para desenvolver o assunto ambiental os alunos entrevistam pessoas da comunidade. Também tratam de assuntos do bairro e da cidade e transformam em noticias para colocar na radio escolar.

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

melega parceiros

video

Entrevista Viração

Entrevista com Rassani da Revista Viração .

A revista viração procura trabalhar com jovens , a idéia é inteirar os jovens no meio deles, ou seja eles querem que os alunos aprendam a viver de uma maneira melhor, não só cuidando do futuro, mas dos filhos deles também. A revista Viração quer falar de um assunto sério , mas eles querem atingir o publico jovem , chamar a atenção das pessoas para um problema tão serio que é a poluição do homem na Terra. Seu objetivo também é que as pessoas tomem noção do mal que estão fazendo a Terra . Todo esse trabalho é feito pelos jovens desde a entrevista até a edição final.

Tudo é desenvolvido pelo jovens , mas com a ajuda de pessoas que já teve algum trabalho relacionado a isso então os jovens tem interação total no trabalho da revista Viração .

A revista é muito interessante vale a pena dar uma olhada no trabalho deles. A revista procura trabalhar com toda colaboração dos jovens não só daqui de São Paulo , mas de todas as regiões, destaca também o racismo que é um problema muito serio então vamos nos ligar na revista e ver o resultado desse trabalho que vem dando frutos.

Entrevista realizada pelas alunas Ariane Aparecida Silva e Vanessa Cristina de Marias

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Conferência - 29/10

Começamos o dia com a conferência Educomunicação Socioambiental onde alguns alunos do Educom apresentaram o palestraste. A conferência foi iniciada com algumas palavras da professora da Fundação Cásper Libero e pesquisadora do NCE/USP Eliany Salvatierra na qual elogiou algumas qualidades do palestrante. Ismar de Oliveira Soares usou uma frase de efeito na qual dizia: “A crise ambiental é um palco de lutas e conflitos em torno do poder de locução” ( Eda Tassara 1992) Conceituou educomunicação e sua prática e informou a continuidade do assunto na mesa redonda. Foi mostrada a ligação da educomunicação com o meio ambiente , e a mídia muito abordada. O palestrante falou sobre a preocupação das crianças e também a preocupação dele sobre a crise da comunicação, e a crise do meio ambiente. A preocupação com o futuro não só deles mais de seus filhos... Na qual entra a questão do stresse ecológico, as crianças de tão preocupadas com seu futuro resolveram intervir com certas atitudes que mostravam seu interesse de participar de assuntos relacionados a ele mesmos. Ele citou uma experiência na qual as crianças queriam opinar em certas decisões mais como o projeto e sua realização já tinha sido programado então elas se sentiram excluídas do projeto. Achamos que foi uma falta de democracia pois uma escola devia levar em conta as opiniões dos alunos como pessoas tão importantes quanto eles mesmos. Então levamos experiências desta conferência como uma lição de como cuidar de nós mesmos e o mais importante do nosso planeta usando comunicação ter a a oportunidade de se expressar da maneira que achamos correto Texto: Vanessa e Ariane

Entrevista com o Marcelo Vicentin

Marcelo Vicentin é um professor da escola José Tavares do interior de São Paulo na cidade de Tuiuti ele está no simpósio acompanhando os seus alunos e também esta auxiliando os outros alunos, ele tem bastante relação com o meio ambiente por ter morado na Serra da Cantareira e hoje ele mora no interior mas também em uma área de preservação ambiental.

Entrevista - Felipe

Entrevistamos o Felipe ele é jornalista e educomunicador trabalha em uma ONG de Curitiba com projetos de educomunicação e no evento ele está dando uma força para todos os coordenadores não possui um grupo próprio. Para divulgar projetos, noticias, conscientizar os jovens com que ele trabalha eles usam todos os métodos de comunicação, mídia impressa como jornais e revistas, áudio, vídeo tudo para orientar os jovens sobre os projetos, e o principal retorno que ele nota é o que acontece com os próprios jovens eles se soltam mais perdem um pouco da vergonha, e conseguem perceber a mensagem que a mídia quer passar com mais clareza e rapidez, nota também um bom retorno desse projeto mas o projeto só tem 3 anos então ainda não conseguiram muitas coisas mas estão trabalhando cada vez mais procurando esse retorno.